Stalkture - View Online Instagram Content BrowserStalkture
  1. Homepage
  2. Search Hashtag
  3. divórcioextrajudicial

#divórcioextrajudicial

View Instagram posts, photos and videos attached with hashtag : divórcioextrajudicial

Raoni Boaventura F. B. Neves (@raoniboaventuraadvogado) Instagram Profile Photoraoniboaventuraadvogado

Raoni Boaventura F. B. Neves

 Não pode se divorciar no cartório de notas casais 1639078221708489645
ReportShareDownload018

Não pode se divorciar no cartório de notas casais com filhos menores ou incapazes. Se a mulher estiver grávida, também não poderá ser feito o divórcio ou separação. Todavia, se devidamente for comprovada a prévia resolução judicial de todas as questões referentes aos filhos menores (guarda, visitação e alimentos), poderá ser realizado o divórcio ou a separação em cartório.Saiba mais sobre o divórcio extrajudicial: https://goo.gl/SSSF28.#divórcioextrajudicial#divórcioemcartório#mulhergrávida

Lívia Pessôa Silva (@liviapessoa.adv) Instagram Profile Photoliviapessoa.adv

Lívia Pessôa Silva

@Regranned from @mariazamar_advogada -Resolução1638139762371308376
ReportShareDownload114

@regrannedfrom @mariazamar_advogada-Resolução 220/16 do CNJ : "(...) São requisitos para lavratura da escritura pública de separação consensual: a) um ano de casamento; b) manifestação de vontade espontânea e isenta de vícios em não mais manter a sociedade conjugal e desejar a separação conforme as cláusulas ajustadas; c) ausência de filhos menores não emancipados ou incapazes do casal; d) inexistência de gravidez do cônjuge virago ou desconhecimento acerca desta circunstância; e e) assistência das partes por advogado, que poderá ser comum. " #seusdireitos#divórcioextrajudicial#gravidez#consulteseuadvogado#proteçãoaonascituro#divórcioemcartório

Maria Zamar - advogada (@mariazamar_advogada) Instagram Profile Photomariazamar_advogada

Maria Zamar - advogada

Resolução 220/16 do CNJ : "(...) São requisitos pa 1638053229383543250
ReportShareDownload225

Resolução 220/16 do CNJ : "(...) São requisitos para lavratura da escritura pública de separação consensual: a) um ano de casamento; b) manifestação de vontade espontânea e isenta de vícios em não mais manter a sociedade conjugal e desejar a separação conforme as cláusulas ajustadas; c) ausência de filhos menores não emancipados ou incapazes do casal; d) inexistência de gravidez do cônjuge virago ou desconhecimento acerca desta circunstância; e e) assistência das partes por advogado, que poderá ser comum. " #seusdireitos#divórcioextrajudicial#gravidez#consulteseuadvogado#proteçãoaonascituro#divórcioemcartório

Crislaine Ferreira - Advocacia (@crislaineferreiraadv) Instagram Profile Photocrislaineferreiraadv

Crislaine Ferreira - Advocacia

Olá! Tudo bem com vocês?.Hoje a nossa conversa s 1629914517964523205

Olá! Tudo bem com vocês?.Hoje a nossa conversa será sobre DIVÓRCIO!.-Xiii...Assunto complicado! Já fico pensando no estresse, ação judicial, demora no processo....-Calma! Você sabia que NEM SEMPRE é NECESSÁRIO entrar com AÇÃO JUDICIAL?.Existem dois tipos de processo de divórcio: o JUDICIAL e o EXTRAJUDICIAL .NO DIVÓRCIOLITIGIOSO ocorre sempre que não houver acordo entre as partes sobre algum quesito. Nesse caso é realmente preciso entrar com "Ação de Divórcio Litigioso", NA VIA JUDICIAL..Já O DIVÓRCIO CONSENSUAL, ocorre quando o casal realiza acordo sobre, por exemplo: partilha de bens, guarda dos filhos, pensão alimentícia, e etc. Nesse caso, entramos com uma "Ação de Divórcio Consensual" NA VIA JUDICIÁRIA. OU.PODE SER REALIZADO O DIVÓRCIO EXTRAJUDICIALMENTE, em CARTÓRIO, desde que :.SEJA CONSENSUAL.NÃO HAJAFILHOS, MENORES ouINCAPAZES..HAJA ASSISTÊNCIA DE UM ADVOGADO ou DEFENSOR PÚBLICO.-Portanto procure um profissional de sua confiança e LEMBRE-SE: ACORDO e BOM SENSO são sempre a MELHOR SOLUÇÃO.

Guilherme Delicio (@guilhermedelicio) Instagram Profile Photoguilhermedelicio

Guilherme Delicio

Geralmente o término de relacionamentos vem acompa 1628395754388483368

Geralmente o término de relacionamentos vem acompanhado de dezenas de frustrações e problemas oriundos da vida afetiva dos casais. E nesse ínterim de complicações, surge o divórcio.Em termos técnicos, dando significado a palavra, divórcio significa interrupção legal do casamento, rompimento legal de vínculo de matrimônio entre cônjuges, e sua realização, dependendo de cada caso, deve ser efetuada na presença de um juiz.Dependendo de cada caso? Sim, dependendo, pois em alguns casos o divórcio não precisa ser realizado judicialmente, o litígio é dispensado. É o caso do divórcio consensual extrajudicial.Para a realização do divórcio extrajudicial, é necessário o preenchimento de alguns requisitos: ambas as partes precisam estar em acordo, consenso; não poderá haver filhos menores ou incapazes; é obrigatório a presença de um advogado; deve ser feito por escritura pública, em cartório.A utilização da via extrajudicial deve seguir as regras dispostas na Resolução n. 35/2007 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e na Lei n. 11.441/2007 – que trata justamente da realização, por via administrativa de inventário, partilha, separação e divórcio consensuais.guilhermedelicio.adv@outlook.com#divórcioextrajudicial#divórcio#nunesadvocaciaeconsultoriajurídica

NUNESAdvocacia e Consultoria (@nunesadvocacia1711) Instagram Profile Photonunesadvocacia1711

NUNESAdvocacia e Consultoria

Geralmente o término de relacionamentos vem acompa 1619789374021944503

Geralmente o término de relacionamentos vem acompanhado de dezenas de frustrações e problemas oriundos da vida afetiva dos casais. E nesse ínterim de complicações, surge o divórcio.Em termos técnicos, dando significado a palavra, divórcio significa interrupção legal do casamento, rompimento legal de vínculo de matrimônio entre cônjuges, e sua realização, dependendo de cada caso, deve ser efetuada na presença de um juiz.Dependendo de cada caso? Sim, dependendo, pois em alguns casos o divórcio não precisa ser realizado judicialmente, o litígio é dispensado. É o caso do divórcio consensual extrajudicial.Para a realização do divórcio extrajudicial, é necessário o preenchimento de alguns requisitos: ambas as partes precisam estar em acordo, consenso; não poderá haver filhos menores ou incapazes; é obrigatório a presença de um advogado; deve ser feito por escritura pública, em cartório.A utilização da via extrajudicial deve seguir as regras dispostas na Resolução n. 35/2007 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e na Lei n. 11.441/2007 – que trata justamente da realização, por via administrativa de inventário, partilha, separação e divórcio consensuais.#divórcioextrajudicial#divórcio#nunesadvocaciaeconsultoriajurídica

Raoni Boaventura F. B. Neves (@raoniboaventuraadvogado) Instagram Profile Photoraoniboaventuraadvogado

Raoni Boaventura F. B. Neves

 Segundo o Novo CPC:Art. 733. O divórcio consens 1618783412645102776

Segundo o Novo CPC:Art. 733. O divórcio consensual, a separação consensual e a extinção consensual de união estável, não havendo nascituro ou filhos incapazes e observados os requisitos legais, poderão ser realizados por escritura pública, da qual constarão as disposições de que trata o art. 731.§ 1° A escritura não depende de homologação judicial e constitui título hábil para qualquer ato de registro, bem como para levantamento de importância depositada em instituições financeiras.§ 2° O tabelião somente lavrará a escritura se os interessados estiverem assistidos por advogado ou por defensor público, cuja qualificação e assinatura constarão do ato notarial.Saiba mais: http://goo.gl/8JeJOA#divórcioextrajudicial#dissoluçãodeuniãoestávelextrajudicial#uniãoestável#direitonotarialeregistral#divórcioconsensual#separaçãoconsensual#escrituradedivórcio#escrituradedissoluçãodeuniãoestável#direitodefamília

Cerqueira & Menescal Advogados (@cerqueiraemenescal) Instagram Profile Photocerqueiraemenescal

Cerqueira & Menescal Advogados

Divórcio Extrajudicial é feito em cartório, por es 1616805553707551199

Divórcio Extrajudicial é feito em cartório, por escritura pública.O divórcio poderá ser feito extrajudicialmente quando: for consensual, os cônjuges não tiverem filhos menores nem incapazes e não houver nascituro (a mulher não pode estar grávida)As vantagens do divórcio por escritura pública são: é mais rápido, não tem tanta burocracia e o custo é bem menor.A lei exige que os interessados sejam assistidos por advogado ou pela defensoria pública.Todas as disposições relativas à descrição e à partilha dos bens comuns deverão constar na escritura, assim como as disposições relativas à pensão alimentícia entre os cônjuges.A extinção consensual de união estável também pode ser feita pela via extrajudicial.#divórcio#partilha#partilhadebens#divórcioextrajudicial#escriturapública#regras#uniãoestável#advocacia#advogado#advogados#niteroi#niterói#riodejaneiro#informação#dica#direito#justiça

Dias e Palma Advogados (@diasepalmaadv) Instagram Profile Photodiasepalmaadv

Dias e Palma Advogados

Desde que o divórcio seja consensual e o casal não 1608950835013725456
ReportShareDownload227

Desde que o divórcio seja consensual e o casal não tenha filhos menores ou incapazes, é possível realiza-lo em cartório.O procedimento é mais rápido do que pela via judicial e usualmente menos custoso também!