StalktureStalkture

Instagram Online Web Viewer

sucessões photos and videos

Find out recent #sucessões photos and videos

View provadaaprovacao's Instagram Aquela aula de Direito Civil que é burocracia PURA!! Sucessões é pra matar a gente!  #provadaaprovação #direitocivil #civil #civilistas #estudantededireito #direito #usjt #usjtmooca #testamento #sucessões #famíliaesucessões 1629360021925420323_5695690180

Aquela aula de Direito Civil que é burocracia PURA!! Sucessões é pra matar a gente! #provadaaprovação #direitocivil #civil #civilistas #estudantededireito #direito #usjt #usjtmooca #testamento #sucessões #famíliaesucessões

Share 0 9

Advertisement

View rodrigomarcondesadv's Instagram “No mundo do direito, o óbito marca o início do processo de sucessão, conhecido como inventário. O processo de inventário refere-se à análise e a avaliação de todos os bens que uma pessoa possuía para, em seguida, partilhar entre os sucessores.
.
Ocorre que nós Brasileiros não temos o hábito de planejar como queremos nossa disposição de bens após a morte. Isto, em muitos casos, cria atritos entre os sucessores, que muitas vezes recorrem ao judiciário que costuma levar mais tempo para ser concluído, além de elevar os custos para todos os envolvidos, tanto os custos financeiros como os emocionais.
.
Como alternativa ao processo judiciário, existe também a possibilidade de inventário extrajudicial. Ele é possível nos casos em que não há testamento e quando todos os envolvidos, no caso de mais de um herdeiro, são capazes e estão de comum acordo com a partilha de bens. A grande vantagem é que o inventário extrajudicial é mais rápido e menos custoso!
.
Em ambos os casos, a lei determina que é necessário estar acompanhado de um advogado ao iniciar o processo de inventário. É dever do advogado verificar o que foi herdado, mediar possíveis conflitos e organizar toda documentação necessária, para garantir a melhor solução para todos os envolvidos.

#Inventário #Sucessão #DireitoCivil #DireitoImobiliário #sucessões ⚖️ 1629236557110027618_6200508078

“No mundo do direito, o óbito marca o início do processo de sucessão, conhecido como inventário. O processo de inventário refere-se à análise e a avaliação de todos os bens que uma pessoa possuía para, em seguida, partilhar entre os sucessores. . Ocorre que nós Brasileiros não temos o hábito de planejar como queremos nossa disposição de bens após a morte. Isto, em muitos casos, cria atritos entre os sucessores, que muitas vezes recorrem ao judiciário que costuma levar mais tempo para ser concluído, além de elevar os custos para todos os envolvidos, tanto os custos financeiros como os emocionais. . Como alternativa ao processo judiciário, existe também a possibilidade de inventário extrajudicial. Ele é possível nos casos em que não há testamento e quando todos os envolvidos, no caso de mais de um herdeiro, são capazes e estão de comum acordo com a partilha de bens. A grande vantagem é que o inventário extrajudicial é mais rápido e menos custoso! . Em ambos os casos, a lei determina que é necessário estar acompanhado de um advogado ao iniciar o processo de inventário. É dever do advogado verificar o que foi herdado, mediar possíveis conflitos e organizar toda documentação necessária, para garantir a melhor solução para todos os envolvidos. #inventário #sucessão #direitocivil #direitoimobiliário #sucessões ⚖️

Share 0 8

Advertisement

Advertisement

View jessbarrosz's Instagram Aquela Professora incrível que ministra a aula com maestria. Até a disciplina mais chata, torna-se divertida. Obrigada pelos ensinamentos. Nos vemos por aí, pois afinal a VIDA É DINÂMICA #Paniaa #sucessões #direitocivil #5ano #USJT 1629142002742209402_503343076

Aquela Professora incrível que ministra a aula com maestria. Até a disciplina mais chata, torna-se divertida. Obrigada pelos ensinamentos. Nos vemos por aí, pois afinal a VIDA É DINÂMICA #paniaa #sucessões #direitocivil #5ano #usjt

Share 1 14
View cfadvogados's Instagram Sabe aquele seu "primo de 2° grau"? Ele não é seu primo, tampouco parente!

Entenda a linha sucessória de acordo com o Código Civil Brasileiro.
.
.
#sucessões #linhasucessória #cc #direitocivil 
Via Colégio Notarial do Brasil 1629138879468553997_4218440620

Sabe aquele seu "primo de 2° grau"? Ele não é seu primo, tampouco parente! Entenda a linha sucessória de acordo com o Código Civil Brasileiro. . . #sucessões #linhasucessória #cc #direitocivil Via Colégio Notarial do Brasil

Share 0 7
View advocaciarga's Instagram Independente do  imóvel pertencer somente a quem faleceu ou se há vários outros herdeiros, a viúva ou viúvo (cônjuge sobrevivente) tem direito a permanecer no imóvel e continuar a o utilizar mesmo depois da morte do  marido/esposa ou companheiro(a). É o chamado Direito Real de Habitação, disposto no art. 1831 do Código Civil.
⠀
É preciso apenas lembrar que o  imóvel deve ser o único que o casal tinha e que deveria constar no inventário de quem faleceu ou, caso tenham mais de um, deve ser o imóvel que tenha sido o local em que eles residiam no momento do falecimento. Importante lembrar que essa regra também é aplicada nos casos de UNIÃO ESTÁVEL.
⠀
Então  os herdeiros perdem o direito sobre o imóvel? NÃO. A parte hereditária de cada herdeiro fica preservada, pois o(a) viúvo(a) não possui a propriedade, tendo apenas o direito a permanecer no local. Apenas com o falecimento do cônjuge sobrevivente, os herdeiros podem fazer a devida divisão do imóvel (vender, alugar).
⠀
Isso ocorre na tentativa de impedir que os herdeiros deixem a(o) viúva(o)  desamparada(o), sem ter onde morar. Já imaginou você vivendo 40 anos com uma pessoa e, após o falecimento dela, você ainda é colocado para fora da casa onde você sempre morou? 
⠀
Acha justo? Entende que o direito à propriedade dos herdeiros deve ser mais importante? Conhece alguém que passou por essa situação? Compartilha aqui com a gente nos comentários.
⠀
 É novo por aqui e quer continuar recebendo dicas e atualizações? Segue o canal, clica nos três pontinhos ali em cima na direita e ativa as notificações.
⠀
 Dúvidas? Sugestões de tema? Quer que a gente fale sobre o que? Compartilhe aqui com a gente por Direct ou por meio dos nossos canais abaixo.
⠀
Site: www.advocaciarga.com.br
Email: advocaciarga@gmail.com
Whatsapp: (85) 98820-2501
Facebook: facebook.com/advocaciarga
⠀
⠀#advocaciarga #agresponde 1628586883227282257_5500024226

Independente do imóvel pertencer somente a quem faleceu ou se há vários outros herdeiros, a viúva ou viúvo (cônjuge sobrevivente) tem direito a permanecer no imóvel e continuar a o utilizar mesmo depois da morte do marido/esposa ou companheiro(a). É o chamado Direito Real de Habitação, disposto no art. 1831 do Código Civil. ⠀ É preciso apenas lembrar que o imóvel deve ser o único que o casal tinha e que deveria constar no inventário de quem faleceu ou, caso tenham mais de um, deve ser o imóvel que tenha sido o local em que eles residiam no momento do falecimento. Importante lembrar que essa regra também é aplicada nos casos de UNIÃO ESTÁVEL. ⠀ Então os herdeiros perdem o direito sobre o imóvel? NÃO. A parte hereditária de cada herdeiro fica preservada, pois o(a) viúvo(a) não possui a propriedade, tendo apenas o direito a permanecer no local. Apenas com o falecimento do cônjuge sobrevivente, os herdeiros podem fazer a devida divisão do imóvel (vender, alugar). ⠀ Isso ocorre na tentativa de impedir que os herdeiros deixem a(o) viúva(o) desamparada(o), sem ter onde morar. Já imaginou você vivendo 40 anos com uma pessoa e, após o falecimento dela, você ainda é colocado para fora da casa onde você sempre morou? ⠀ Acha justo? Entende que o direito à propriedade dos herdeiros deve ser mais importante? Conhece alguém que passou por essa situação? Compartilha aqui com a gente nos comentários. ⠀ É novo por aqui e quer continuar recebendo dicas e atualizações? Segue o canal, clica nos três pontinhos ali em cima na direita e ativa as notificações. ⠀ Dúvidas? Sugestões de tema? Quer que a gente fale sobre o que? Compartilhe aqui com a gente por Direct ou por meio dos nossos canais abaixo. ⠀ Site: www.advocaciarga.com.br Email: advocaciarga@gmail.com Whatsapp: (85) 98820-2501 Facebook: facebook.com/advocaciarga ⠀ ⠀ #advocaciarga #agresponde

Share 25 578
View voupassarmp's Instagram Produzindo o meu Código Comentado!  Me perguntaram o que costumo anotar no Vade Mecum... Geralmente só alguns conceitos que tenho dificuldade em guardar e mudanças significativas. (Um balde de café do lado porque Sucessões exige!) ☕️☕️☕️ #direito #concurso #concursopublico #concurseiro #concurfriends #atepassar #estudos #estudaquepassa #leitura #revisao #studyhard #study #foco #foconomp #focanatoga #mp #parquet #magistratura  #lawyer #dicadeestudo #advocacia #oab #rumoaomp #rumoaaprovação #direitocivil #civil #sucessões 1627790548575175923_1951659794

Produzindo o meu Código Comentado! Me perguntaram o que costumo anotar no Vade Mecum... Geralmente só alguns conceitos que tenho dificuldade em guardar e mudanças significativas. (Um balde de café do lado porque Sucessões exige!) ☕️☕️☕️ #direito #concurso #concursopublico #concurseiro #concurfriends #atepassar #estudos #estudaquepassa #leitura #revisao #studyhard #study #foco #foconomp #focanatoga #mp #parquet #magistratura #lawyer #dicadeestudo #advocacia #oab #rumoaomp #rumoaaprovação #direitocivil #civil #sucessões

Share 1 89
View cerqueiraemenescal's Instagram Inventário Extrajudicial 
Quando é possível optar pelo inventário extrajudicial?
Se o falecido não deixou testamento, todos os herdeiros forem capazes e estiverem de acordo com a partilha.
O inventário extrajudicial deve ser consensual!!!
O prazo para dar entrada é de 60 dias a contar da data do óbito. Se não for observado este prazo, haverá incidência de multa.
Os herdeiros podem escolher livremente o tabelionato que desejarem, independente do local do último domicílio do autor da herança ou do local em que estão os bens.
A presença do advogado é indispensável. Cada parte poderá ser representada por seu advogado, mas um único advogado pode representar todos os herdeiros.
Se o herdeiro não puder comparecer para assinatura da escritura pública, poderá ser representado por procurador que deverá ser constituído por instrumento público e ter os poderes especiais necessários. Caso a parte prefira, o advogado poderá cumular as funções de procurador e assistente.
O inventário extrajudicial é a opção mais rápida e tem menor custo do que o inventário judicial.

#inventário #inventárioextrajudicial #herança #morte #sucessões #direitosucessório #direito #advocacia #advogado #advogados #niterói #niteroi #riodejaneiro #rj #icaraí #informação #dica 1627789130624441852_1836548805

Inventário Extrajudicial Quando é possível optar pelo inventário extrajudicial? Se o falecido não deixou testamento, todos os herdeiros forem capazes e estiverem de acordo com a partilha. O inventário extrajudicial deve ser consensual!!! O prazo para dar entrada é de 60 dias a contar da data do óbito. Se não for observado este prazo, haverá incidência de multa. Os herdeiros podem escolher livremente o tabelionato que desejarem, independente do local do último domicílio do autor da herança ou do local em que estão os bens. A presença do advogado é indispensável. Cada parte poderá ser representada por seu advogado, mas um único advogado pode representar todos os herdeiros. Se o herdeiro não puder comparecer para assinatura da escritura pública, poderá ser representado por procurador que deverá ser constituído por instrumento público e ter os poderes especiais necessários. Caso a parte prefira, o advogado poderá cumular as funções de procurador e assistente. O inventário extrajudicial é a opção mais rápida e tem menor custo do que o inventário judicial. #inventário #inventárioextrajudicial #herança #morte #sucessões #direitosucessório #direito #advocacia #advogado #advogados #niterói #niteroi #riodejaneiro #rj #icaraí #informação #dica

Share 0 29
Load More